agosto 5, 2007

Nem aí

Enviado em Amigas, Amigos, banheiro unissex, coisa de mulher, coisas de mulher, Mulher, Mulheres, pensamentos, reflexão, relacionamento, Relacionamentos, unissex às 12:16 am por Banheiro Unissex

Concordo. Concordo completamente com todas as palavras ditas pelo meu parceiro no fim de seu post.

Para aqueles que já namoraram, o pré-namoro é sempre muito parecido. Os dois se curtem, mas não tem seus focos voltados completamente para seu parceiro. Curtimos o rolinho, mas não estamos tão ai como em outros casos (que chegamos a cobrar, a sonhar, planejar… e por ai vai!). Acho que na maioria das vezes, ambos estão na fase meio to nem ai… é! Naquela fase, a se der certo valeu, mas se não f*dasse! Afinal, o que importa é curtir o momento e a vida.

Quando os dois tão nessa fase, é que a coisa vai pra frente. Sabe por quê? Simplesmente porque não tem o ‘chato’ da relação; aquele que fica ligando, mandando mensagens, cobrando, discutindo relação (que nem sequer existe!) etc etc etc. Convenhamos, quando estamos com um cara e ele fica muito em cima, nos mulheres, também saímos correndo de desespero.

Bom, com meu ex-namorado aconteceu assim. Estávamos completamente focados em curtir a vida, e nos desligamos do fator sentimento. Quando nos demos conta, estávamos muito próximos e, muito afim um do outro. E foi ai que começamos a namorar.

Claro que nem sempre é assim, mas acredito que seja a maioria dos casos. Pois quando estamos muito afim de um cara, ficamos um pouquinho no pé, mesmo que seja um POUQUINHO ;) e isso pode afastar o gatinho.

Por isso que a melhor coisa a fazer quando estamos solteiros, desimpedidos é curtir a vida e sermos nos mesmos. Esquecer das dores e tristezas e sair com os amigos pra se divertir. Tenha certeza que no meio de tantas gargalhadas e f*dasse, encontraremos alguém para assistirmos um filminho debaixo do cobertor nos dias de frio. :P

Ela

julho 29, 2007

A grande verdade … =/

Enviado em banheiro unissex, cafa, cafajeste, Homem, Homens, pensamentos, relacionamento, Relacionamentos, Sexo, unissex, xaveco às 4:57 pm por Banheiro Unissex

Acho que seja interessante que eu tome como base pra fazer este POST, o depoimento de minha amiga, podendo dar a minha visão sobre o assunto.

Quanto a questão do “nasce CAFA, morre CAFA” tenho que discordar. Na verdade, um cidadão pode se tornar CAFA no meio do caminho, um exemplo vivo disso sou eu. Sempre quis ser um homem com todas as qualidades que uma mulher diz que procura, mas quanto mais passa o tempo, aprendo que as mulheres não gostam dos 100% bonzinhos, não mesmo, pois eles, são aqueles caras que dizem AMÉM pra tudo e mulher ODEIA homem assim, gosta na verdade daquele que deixa ela insegura o tempo todo, que é capaz de surpreendê-la com truques que tem guardado na manga, ou seja, CAFAS são “bonzinhos” aprimorados.Confesso que no meio do caminho acabei me perdendo e fugindo dos meus princípios, pelo fato de ter sofrido como disse no outro POST, frustrações amorosas e, esse é um fator extremamente relevante que faz com que um homem se torne CAFA. Claro que o instinto nasce com ele, mais não necessariamente ele o utiliza pra isso.
Como eu disse no meu comentário, os CAFAS se apaixonam SIM, mas confesso que até hoje não descobri uma tática certa pra isso acontecer, pois, existem tipo e tipos de homens cafajestes. Agora o fato de nunca conseguir parar de xavecar ou pelo menos soltar algumas brincadeirinhas é real hahaha, bem eu pelo menos não perco uma oportunidade de mandar uns xavequinhos mesmo que furados, afinal, nunca se sabe que o pode acontecer no futuro.Na realidade o fato de levar em banho-maria, está ligado ao fato de sabermos como tratar BEM a mulher, fazendo com que ela se sinta a pessoa mais especial do mundo, sem contar que geralmente a pegada é BEEEMMM aceita pela figura feminina.

Um TRISTE caso que pode acontecer que é uma grande verdade, é a questão de precisarmos nos sentir bem e atraentes, isto é, de vez em quando acabamos xavecando qualquer uma só pra ver se ainda estamos sendo bem aceitos pelo público feminino, pois é, é triste mais é verdade, agente xaveca por xavecar, muitas vezes sem ter qualquer tipo de envolvimento com a garota, o que acaba magoando as mulheres e fazendo com que elas se sintam “humilhadas” e em muitos casos acabam se apaixonando pelo por pensarem no cara o tempo todo e tentarem encontrar alguma explicação lógica pra ele agir desta forma.

Mais um assunto, porém, não triste, é a nossa querida amiga chamada SORTE. Ela sempre deve agir para que possamos atingir nossas metas. Não adianta o cara ou a mulher ter talento pra coisa, ser bonito(a), simpático(a) e etc, a pessoa necessita de SORTE do outro estar disponível do dia do encontro, estar no lugar certo na hora certa, encontrar com uma garota no dia que ela está afim de beijar na boca, e por aí vai.Uma coisa que é real, mas nunca foi dita por ninguém, é a carência que sentimos. Podemos ser os reis da pegada, da conquista, mas a grande verdade é que muitas X a necessidade de ter alguém vêem a tona =/ .

A dica pra vocês mulheres, é que sejam VOCÊS MESMAS porque uma hora, por incrível que pareça dá certo os planos. Não existe nenhum tipo de tática pra fisgar um cara assim, não mesmo, cada CAFA tem sua própria personalidade, não havendo um padrão. Os xavecos, pegada, táticas e objetivos, são completamente diferentes.

Ele

julho 23, 2007

Cafas e sua lábias

Enviado em banheiro unissex, cafa, cafajeste, Homem, Homens, reflexão, relacionamento, Relacionamentos, unissex, xaveco às 10:59 pm por Banheiro Unissex

Acho que nós mulheres concordamos que quando o assunto são os CAFAS, é tudo muito delicado e complicado! Aposto que todas que leram o post abaixo concordam que eles realmente sabem como nos conquistar, porque com certeza já caíram em uma cantada dessas ou já sofreram por alguns.

Bom, na minha opinião cafa que é cafa, nasce CAFA e morre CAFA.

Ok, no meio do caminho ele pode ficar de boa e namorar sério. Mas se tiver uma brecha, ele não vai perder oportunidades de xavecar alguma S garota S. Ahhh… não mesmo! Cafas também se apaixonam, mas são poucas as garotas que conseguem fisgá-los.

De acordo com um amigo do trabalho, os cafas sabem como tratar uma mulher, ao contrário dos CANALHAS (pra mim, tuuudo farinha do mesmo saco!) que, diz ele, não saber sequer elogiar uma mulher. Às vezes penso se os CANALHAS não são melhores. Sim, pensem bem… eles, pelo menos, não nos enganam com suas lábias e xavecos, não é?!

Os cafas sabem nos levar a banho maria (que coisa de velha, né?! Mas é!) como ninguém. Eles nos enrolam, nos enganam e nos mantém em suas listinhas de ficadas de vez em quando. Só ligam quando querem e porque querem. Sempre tem o controle da situação, e sempre argumentam como se estivessem completamente corretos sobre tudo. Se perguntamos alguma coisinha que descobrimos, ou que ficamos sabendo, que possa ‘queimar’ sua imagem de bom moço… eles simplesmente negam até a morte. Eles sabem e falam exatamente aquilo que queremos ouvir. Nos tratam como se fôssemos as únicas ou senão, como A garota.

Foda. Sabe por quê?! Porque nós sabeeeeemos que não somos as únicas, nós sabeeeeemos que eles fazem isso só pra nos terem em suas mãos… mas mesmo assim caímos. Caímos, choramos e nos apaixonamos.

Acredito ser o fato de sermos tããão emotivas a razão disso tudo. Se fôssemos que nem eles, racionais, não cairíamos nesses vecos. Ou senão, fingiríamos acreditar. Bom… vai saber!

Antes que algum cueca fale que a mulher tem sua época CAFA também, digo que temos sim, mas não chegam nem aos pés deles. Não enganamos ninguém. Buscamos conhecer pessoas novas, mas sem compromisso nenhum. Mas acho que isso é um assunto pra um próximo post…

Para finalizar… Sim, claro que gosto de cafas, aliás são meus preferidos! :P Mas, convenhamos, né?! Porque caímos taaanto na lábia deles??? Pelo simples fato de ouvirmos sempre aquilo que queremos ouvir daquela carinha meiga e linda!? É, acho que a resposta é essa mesma. Afinal, CAFAS agem assim. Hunff…

Ela

julho 13, 2007

Pois é, que seja infinito enquanto dure…

Enviado em cafa, cafajeste, Homens, relacionamento, Relacionamentos, xaveco às 2:00 pm por Banheiro Unissex

Na realidade, acredito que isso só se torna válido porque as pessoas que acabaram de terminar um relacionamento, procuram algo pra se confortar. Porque tem de ser assim? Agente deve curtir o momento sempre, mas garanto que sofrer por AMOR ou de PAIXÃO não é nem um pouco positivo, eu digo isso porque como contei no meu 1º post namorei um tempão e continuo apaixonado por minha ex.

Bom o que me deixa mais triste com relação a minha querida amiga Ela ter sofrido por causa de um amigo meu. Na realidade, esse meu amigo é um CAFA de primeira, mas mesmo assim, até eu cai na lábia dele acreditando que dessa vez ele tinha mudado. Na verdade o que acontece com ele é algo que está presente com a maioria dos cafajestes que tiveram experiências passadas negativas, ou seja, levaram pé de mulher quando estavam apaixonados ou algo do gênero, e agora quando começam novamente ter sentimento por alguém, pulam fora por medo de se machucar achando que todas as pessoas são iguais e vão ter a mesma atitude, bem, confesso que muitas vezes eu utilizo essa desculpa do “tenho medo de sofrer” com as mulheres, portanto meninas fiquem espertas quando ouvirem isso de um homem.

A grande verdade é que realmente chorar por alguém não é válido, principalmente quando se trata de homem, devemos sempre tirar desse tipo de experiência somente as coisas positivas e levar em consideração que com certeza aprendemos algo que mais pra frente vai nos servir pra não errar de novo, a famosa e conhecida EXPERIÊNCIA DE VIDA! Não que eu seja velho o suficiente pra ter bastante, mas o fato de eu ter crescido com 3 mulheres dentro de casa, sem nenhum homem, me ajudou a entender muito bem o que se passa na mente feminina e melhor que isso, fez com que eu me tornasse um XAVEQUEIRO de primeira, hahaha…

Eu sempre afirmo que existem 3 fatores iniciais que fazem com que um cara consiga ficar com uma mulher (isso não se aplica para garotas de balada, desconhecidas). Primeiro, a gente deve sempre procurar saber algumas informações básicas sobre a garota, ou seja, saber qualquer tipo de coisa que vocês tem em comum (tenham certeza que pelo menos 2 coisas vocês vão ter); segundo, devemos sempre xavecar de forma engraçada (afinal, dizem que fazer uma mulher sorrir é encontrar o caminho pro seu coração, hahaha…). Falando sério agora, mulher gosta de cara que faz ela rir o tempo todo, portanto faça comentários engraçados ou xaveque desta forma e terceiro, elogie sempre que puder, seja cabelo, roupa, qualquer coisa mesmo, vocês podem até achar BIZARRO e de pedreiro mas mulher AMA ser elogiada, ou vocês acham que elas se arrumam pra elas mesmas? ; )

Bom, vou contar uma experiência vivida por mim que confirma tais afirmações.

No feriado de Corpus Christi, fui pro JUCA! Como já me descrevi, sou a pessoa mais inconstante possível, alternando entre estados de alegria extrema e quando caía a noite sentia falta daquela companhia pra ficar abraçadinho, afinal fazia frio.

Bem, eu sempre achei uma bixete minha linda, mais nunca teve coragem de ir conversar com ela (geralmente é assim, quando nós temos muita vontade de chegar alguém que consideramos, não sei por qual motivo, superior, existe essa barreira que nos bloqueia), mais como não tinha nada a perder resolvi tentar, sem contar que eu percebia sempre que ela olhava muito pra mim, portanto já era um fator positivo. Como um amigo meu namorava uma amiga dela, pedi que ele descobrisse se ela estava solteira e logo ele me veio com aquela cara não muito agradável dizendo a seguinte frase “Ó, conversei com ela e não sei se vai dar, ela tem rolo com um cara faz 6 anos e vai ser bem difícil, escolhe outra”, isso deu aquela desanimada na hora, mais como amo desafios resolvi arriscar.

Já fui pra baladinha com aquela expectativa e pra não me queimar resolvi me focar somente nela. Estava perdido com um amigo pegando uma bebida no BAR quando avistei a suposta vítima e apenas disse a meu amigo que estaria “ali” conversando com a garota. Pra ser bem sincero eu só sabia uma coisa sobre ela, que desfila em uma escola de samba e que por sinal essa escola de samba é na Zona Norte, onde minha irmã mora, então logo deduzi que ela mora perto (vão sentindo as coisas que eu tava procurando em comum pra depois dependendo do nível de bola que ela estava dado, desenvolver o xaveco de verdade). Papo vai, Papo vem (realmente ela desfila na escola que samba, o que rendeu algumas brincadeirinhas e risadas e mora do lado da casa da minha irmã, o que rendeu aquele famoso, JURA? NOSSA!), até que as amigas dela chegaram e propuseram ir dançar e eu esperando tomar aquele GATO do tipo “ahh, eu to indo, depois agente se vê”, mas pra minha surpresa ela me convidou pra ir junto, tipo, 5 meninas, eu conversando com ela e ela me chama pra ir junto, é sinal de coisa boa, pensei! Fomos pra pista de dança e depois de umas 2 ou 3 músicas tocou um axé famoso, aquele “se te pego não te largo, se te agarro não te deixo, faz tempo que te desejo, vou aí te dar um beijo”, confesso que estava meio sem jeito e não sabia o que falar, então resolvi tentar beijá-la com essa música. Já sabia que de primeira ela não ia beijar, isso é fato, mais depois de utilizar o terceiro fator que foi o elogio e do refrão tocar umas 3 X hahaha, obtive sucesso. Fiquei com ela a noite toda, gostei da pegada e fui embora pro alojamento com ela onde conversamos por um bom tempo. Pra ser bem sincero, eu dei aquela balançada pela 1ª X depois da minha ex, e resolvi tentar continuar ficando com ela, pois, tinha excelentes referências sobre ela, curti o beijo, a pegada e estava realmente a fim de ter um rolo mais sério, mas DOCE ILUSÃO!

Depois de muita conversa pós-JUCA, descobri que ela estava confusa por causa do tal rapaz de 6 anos de relacionamento e ficava naquela de “quero e não quero”, até que eu de saco cheio de ficar tentando resolvi sumir pra ela sentir um pouco de falta e entender que se o cara está enrolando ela há 6 anos, não vai ser agora que ele vai querer assumir.

Enfim, pra variar a mesma história. E quando decidimos querer alguém de verdade… Ponham na cabeça que em relacionamentos a chance de dar certo é sempre de 50%, portanto ARRISQUEM.

Ele

julho 8, 2007

“Que não seja imortal, posto que é chama, mas (…)”

Enviado em banheiro unissex, coisa de mulher, Homem, Homens, Mulheres, pensamentos, reflexão, relacionamento, Relacionamentos às 10:58 pm por Banheiro Unissex

Resolvi mudar e acrescentar algumas coisinhas no meu perfil do Orkut. Nunca soube direito o que escrever no meu perfil pessoal, até que hoje, estava lendo as lacunas e pensando no que poderia escrever em cada uma delas, mas ao ler: com os relacionamentos anteriores aprendi, o trecho de um poema de Vinicius de Moraes me veio na cabeça, e não hesitei em preencher aquele espaço, há tanto tempo em branco.

O trecho que surgiu e que me fez escrever esse post foi este: “(…)que seja infinito enquanto dure.”. Achei perfeito, alias, não há descrição melhor. É exatamente isso.

Comentei no meu ultimo post sobre um relacionamento que tive. Confesso que não queria que tivesse terminado, tudo estava tão perfeito… mas repentinamente, acabou. Assim, de um dia pro outro. Enfim… queria que tivesse durado mais? Sim, claro. Viver uma paixão é maravilhoso. Nos sentimos melhores, mais alegres, mais confiantes, mais bonitos. Parece que tudo se encaixa. Quando um relacionamento acaba, nos martirizamos e só pensamos em quanto estamos sofrendo e como seria bom estar ao lado daquela pessoa. Não pensamos se o que aconteceu é realmente o melhor para os dois naquele momento e, se os dois estavam realmente prontos para continuar o relacionamento.

Hoje, encaro a situação de outra forma. Não digo que não gosto mais dele e que não penso nele. Simplesmente, vi que tudo que passamos juntos foi muito bom e realmente valeu a pena enquanto durou. Não sei se as coisas continuariam dessa forma, por isso passei a entender como o melhor para os dois.

Não adianta derramarmos lagrimas, ficarmos frustradas e indignadas com o fim do relacionamento. Basta pensarmos que foi perfeito enquanto durou. E foi isso que me fez levantar e seguir em frente.

Ela

julho 1, 2007

Um pouco dela

Enviado em Amigos, banheiro unissex, Mulher, Mulheres, reflexão, Relacionamentos às 5:43 pm por Banheiro Unissex

Assim como meu companheiro de blog, acho que devo seguir o mesmo caminho. Por isso, vou logo me apresentando… mas antes disso é bom avisar, desde já, que eu e ele temos muuuito em comum. ;)

Isso parece mais uma daquelas auto-avaliações, e por sinal, sou péssima nisso! Rsrsrs, mas, vamos lá… sou ela, também estudante de comunicação de uma conceituada faculdade, porém não a mesma que a dele. Assim como ele, sou meio inconstante, ao mesmo tempo em que sou paciente, sou um pouco stressada, mas gosto de ouvir as pessoas, opinar e ajudar com as situações (há quem diga que eu daria uma boa psicóloga).

Não gosto muito de falar sobre mim e sobre meus sentimentos, sou muito fechada e orgulhosa, costumo conversar somente com as pessoas mais chegadas. E, confesso que as vezes nem me abro muito e sequer comento sobre meus sentimentos com essas pessoas. No momento, estou fechada para balanço, fechada para refletir sobre mim, minha vida e meus sentimentos; pois sofri com o meu ultimo relacionamento (casinho, rolo).

Também busco emoções fortes, sempre. Mesmo sendo um pouco acomodada e preguiçosa, quando tenho um objetivo vou atrás dele sem hesitar com nada.

Como já disse, não sou muito boa em apresentações, por isso não sei se consegui passar um pouco de mim, mas acredito que isso se resolva com o tempo e com os posts, meus e dele. Bjs

junho 29, 2007

Quem é Ele?

Enviado em banheiro unissex, Homem, Homens, relacionamento, Relacionamentos às 11:53 am por Banheiro Unissex

Olá pessoas! =)

Esse é meu primeiro post oficial, então creio que seja válido que eu faça uma breve apresentação da minha pessoa. Bom, sou Ele, estudante de comunicação de uma grande universidade paulistana, e uma pessoa extremamente apaixonada pela vida e por tudo que faz. Me julgo uma pessoa de coração bom, tendo prazer em poder ajudar quem eu posso, e com grandes problemas pra dizer NÃO às pessoas. Porque é tão difícil dizer essa pequena palavra? (Quando alguém souber alguma tática pra isso me avisa, por favor)…

Como nossa idéia inicial é falar de nossas experiências vividas, é interessante que eu conte quem sou também, um cara que necessita viver “apaixonado” o tempo todo, tendo uma companheira pra tudo. Terminei um namoro de um ano e meio faz pouco tempo e por sinal continuo apaixonado por minha ex, mas assim como na maioria dos casos, me tornei um grande cafajeste por opção, ou talvez por pensar que isso vai me ajudar a esquecer, massssss, doce ilusão, isso a gente deve aprender sozinho e com o tempo.

Outro fator importantíssimo sobre mim, que descobri há pouco tempo, é o fato de eu ser um cara completamente inconstante, que necessita viver FORTES emoções o tempo todo e toda hora.

Na realidade em relação a minha pessoa, quem pode dizer melhor é Ela, afinal somos amigos desde pequenos e arrisco a dizer que não existe pessoa no mundo que me conheça melhor.

Bem, acredito que de início sejam essas as características mais marcantes em mim. Logo logo, voltarei o quanto antes pra contar pra vocês os meus causos. =)

junho 27, 2007

Banheiro Unissex

Enviado em Amigos, banheiro, banheiro unissex, Homem, Homens, Mulher, Mulheres, pensamentos, reflexão, relacionamento, Relacionamentos, Sexo, sexos, unissex às 8:04 pm por Banheiro Unissex

Ela e ele intercalam posts com histórias, comentários e filosofias de vida. Ela e ele brigam, discutem, elogiam e analisam as situações de ambos os sexos. Ela e ele se conhecem a mais de 8 anos e sabem muito bem o que cada um pensa, gosta e o que vão dizer. Ela e ele são grandes amigos, sem medo de falar a verdade e sem medo de perder a amizade. Ela e ele buscam a mesma coisa, escrever e aprender cada um com seu ponto de vista e sexo.

São apenas pensamentos de um W.C unissex, onde todos dizem o que querem, sobre o que quiserem. Sem machismos e feminismos, afinal aqui todo mundo é igual.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.